terça-feira, outubro 28, 2008

Passeadeira


Já há algum tempo que ando para escrever sobre a diferença de passadeira e passeadeira. É que são diferentes, embora muitos utentes das primeiras pensem que fazem uso das segundas. Não há pachorra para pessoas que vão para a passadeira mostrar o último grito da moda, como por exemplo, uso das calças brancas de linho no outuno, ou para mostrar o sabor do gelado que comem, como por exemplo bacalhau com natas, ou ainda o último flirt telefónico ou sms recebida com sorriso de orelha a orelha, eu também as recebo mas é uma coisa que faço muito rapidamente, não precisando mostrar a todos os automolistas que o meu namorado é um ordinarão e que me faz rir à brava com as nossas parvoíces de pessoas tolas e apaixonadas.


A sério, há que explicar às pessoas que passam nas passadeiras que as passadeiras são para passar e não para passear, porque se assim fosse seriam passeadeiras. Eu até entendo os velhotes, que vá, coitados mal conseguem dar um passo seguido de outro sem que parem 2 minutos para respirar, porque se não o fizerem morrem de colapso cardíaco. Até há aqueles que têm medo das passadeiras e atiram-se à estrada como se aquilo fosse deles e depois vão-se queixar porque houve um maluco que ia nos cabos d'Ávila a 90 km/h (chica pá, olha aqui o espaço entre o número e o km, hein!!! a revisão é que está a dar) e que os atropelou mesmo ali em frente ao Alegro e agora têm a anca deslocada. Porque os velhos são assim, o mundo é deles.


Mas voltando ao tema principal, é só a mim que dá vontade de arrancar cada vez que vejo um passeador profissional?

10 comentários:

Maria do Consultório disse...

Agora imagina isso mas no FimDeMundo...com trolleys...com saquinhos de compras...com os fdp dos mata-velhos e nem assim imaginas o que eu passo...

Maria Manuela disse...

E aqueles que se atiram em voo rasante para a passadeira ??? Ai Jesus, minha nossa !!! Até me benzo toda !!!

Miss Kitty disse...

Já tou como a maria manuela.. pior, são aqueles que resolvem atravessar mesmo com o sinal a mudar!! Depois acontecem umas colisões jeitosas como costumo ver perto da minha faculdade ;)

*BJS*

wednesday disse...

E os que nem olham? Vão a olhar para direita quando o carro vem da esquerda??

P. disse...

Lol, reclamam dos pedestres porque ainda nao se cruzaram com a minha estirpe de velhos favorita... os que conduzem, ainda hoje houve um artista que arrancou do estacionamento sem pisca sem luzes e sem medos e se atravessa à frente do meu carro que vinha ainda a uns bons 70km/h...
Qual será essa idade a que se chega e simplesmente nos deixamos de preocupar?
Acordam de manhã, vestem a lindor anatómica e pensam, mundo tende cuidado que aqui vou eu!!!

mimanora disse...

Não, não é só a ti que dá vontade de arrancar.
E os miúdos do liceu?... Se for preciso até param no meio da passadeira a conversar!

Rabodesaia disse...

Estava eu a tentar atravessar a passadeira numa das rua ao pé do saldanha ( mais precisamente à frente ao Atrium)com os meus musculos atrofiados à conta da primeira aula de body Pump que fazia na vida... Claro... no dia seguinte mal conseguia andar!
Eu claro... não podia ficar em casa, então heroicamente era a ver-me a subir e a descer escadas feita atrasadinha... e atravessar passadeiras! quando estava a atravessar ao meu ritmo a passaedeira do saldanha, um taxista passado da cabeça mete a cabeça de fora e poe-se aos gritos " olha-me estas vêm para aqui armadas que estão na passarela!"
é sempre bom um insulto matinal, para alegrar o dia!

Matryoshka disse...

A passeadeira também me irrita. E quanto mais pressa temos, mais aparecem os passeadores! Vá, ok. É quando tenho mais pressa que mais reparo nos passeadores.

P., esse humor está... côr-de-chumbo!

Chica, apenas uma emenda: «Allegro». E não «Alegro». Tudo o resto, nota 20! Gostaste das aspas, lolol?

MiSs Detective disse...

boneca, alegro! com apenas um L. aprende que a mãe não dura sempre

Nuno T disse...

Eu meto a 1ª e arranco. O passeador rapidamente compreende que se calhar é melhor andar masi rápido.