quarta-feira, outubro 29, 2008

Nem só às 8 a malta se safa

Há que separar o trigo do joio, não é assim?

E então lá fui eu fazer, e escrevo fazer porque não me fiquei pela tentativa, o cartão do cidadão. Pois que estou muito contentinha com os serviços do Areeiro: simpáticos, rápidos, eficazes e surpresa das surpresas bem dispostos. Ninguém me disse que deveria ter ido às 8h quando cheguei por volta das 15h, e em 5 minutos fui atendida. Pedido feito sem levar o cartão do eleitor, que por lapso ficou numa outra carteira qualquer.

Um grande bem haja a estes funcionários públicos!

Devo dizer que este sistema é muito à frente: leitura da altura digital, fofo digital, assinatura digital e nem se leva com o borrão no dedinho para caso o CSI venha atrás de nós.

Triste triste foi o senhor perguntar se havia alguma alteração e eu ter que dizer não. Nem morada, nem estado civil, nem altura. Mas acredite comigo, falta só um bocadinho assim!

6 comentários:

Matrix disse...

Se há efectivamente alguma coisa que tenha evoluido nos últimos tempos é a informática nos diversos serviços públicos e toda a panóplia de instrumentos associados...
Cada vez mais é uma sociedade que nos informatiza os dados... qual mundo Matrix!

P. disse...

foge careca FOGEEEEEEEE!!!!!

kitty disse...

Uauau, cartão do cidadão. Muito à frente.

Miss Kitty disse...

Assim até dá gosto ir à loja do cidadão!

BJS*

Maria Manuela disse...

Desculpa a minha ignorância, mas para que serve o cartão do cidadão ???

:O

Nuno T disse...

Eu vou fazer só mesmo por causa da "fofo" digital! :p