segunda-feira, setembro 24, 2007

Hoje passeei-me pela Baixa Chiado porque não está fácil. Debaixo de um grande calor aproximou-se um pedinte que tocava flauta. Não que eu toque melhor que ele, mas cuspo menos quando o faço. Enquanto a minha amiga tenta angariar pessoas para a sua rede na cabala, coisa que tem sido difícil, eu pensei em ir saltar à corda para a porta da igreja, sempre é um modo original de arranjar uns trocos a mais no fim do mês. Só tinha vantagens: poupava em ginásio, não que eu vá. Ficava com um rabo bem interessante, umas pernas ainda melhores e ainda me viam a saltar e a fazer acrobacias com a corda, ou seja, saltar normal ou ao pé-coxinho (primeira vez na vida que escrevo esta palavra, se não estou em erro. que me caia já o tecto em cima. OK, é mesmo verdade, nunca escrevi!). Também podia fazer aquelas cenas de crianças que era não sei quê entra na roda põe a mão no chão e bla bla blá, mas para isso precisava de ajudantes e teria que dividir os lucros e eu sou invejosa. Ou então pedia a ajuda do público. Acho que era uma boa ideia.

6 comentários:

Para sempre, Maria disse...

E o elástico não seria bem mais animado?:)
beijo

Pink Lady disse...

Eu cuspo fogo. Tu tocas flauta (sem cuspir). Descalçamo-nos e arranjamos um cão cheio de pulgas com o qual partilhamos o nosso pão com manteiga e temos rendimento garantido para todo o mês!

Vanity disse...

Olá Miss! Envias-me o teu mail? O meu está no blog.Entretanto explico a razão.Thanks. ;)

wednesday disse...

Miss, vai lá espreitar o desafio que tenho para ti... :D

MiSs Detective disse...

pode ser o elástico, alias ate posso variar ou ainda praticar os dois ao mm tempo!

Miss Alcor disse...

LOL!!!!!
Eu vou jogar Diablo! Ou ió-ió!
Era barra quando era miúda!