domingo, junho 24, 2007

O cigarro da minha vida, parte II

Há uns tempos escrevi que o cigarro é o meu melhor companheiro há já muito tempo. É facto incontornável. Não venho dizer que as coisas mudaram e que o abandonei. Também não mudei o discurso e continuo a dizer que quero continuar a fumar porque gosto. A nossa relação continua firme. Como em todas as relações há sempre um elemento que domina. Esta relação não é excepção! Isto está a tomar proporções jamais imaginadas. Estou preocupada.

11 comentários:

martitha disse...

Que unhinhas tão lindinhas!!!! Que me dera andar assim... O cigarro na minha vida tb começa a tomar porporções muito à frente!!!!

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

Vanity disse...

Não é para ser chata, porque quando saio à noite até fumo uns cigarritos, mas já vi in loco pulmões de fumador, não vale a pena acredita!

Kitty disse...

Entendo-te perfeitamente. Eu tb pensava assim quando fumava regularmente. Deixei de fumar regularmente há cerca de dois anos. Felizmente nunca fui verdadeiramente viciada e neste momento sou daquelas pessoas que fuma um cigarro quando há um jantar especial ou quando vai à discoteca. O que equivale a um ou dois cigarros por semana. às vezes nem isso.

E não voltava a fumar regularmente novamente. É o cheiro que nós nem notamos, mas que os outros notam, é a liberdade que se sente ( não se está sempre a pensar no cigarro que se vai fumar a seguir), é o alívio na carteira. É tudo.:-D

Jorge disse...

Snif...

Desmembrar crianças também me dá prazer e mesmo assim tive que parar.

bilhas disse...

MiSs... bonita a cor das unhas!

wednesday disse...

Preocupada com a relação? Efeitos a longo prazou ou quê?

Pink Lady disse...

Epá, se fosse hoje não começava a fumar, mas olha, era palerma na altura! E hoje gosto. E acho que é preciso mais do que uns enxovalhos psicológicos para me separar deste amigo! Digo a todos: "Quando tiver bebés paro!". E assim o farei. Até lá, deixem o meu cigarro em paz!

Joana disse...

... hoje temos o mesmo verniz....


este é mesmo um comentário feminino (para não dizer "de gaja") pois no que toca à parte do cigarro abstenho-me de comentar... e sem querer ser moralista, não fumes que te faz mal! :)

MiSs Detective disse...

gosto tanto do meu cigarro! alias de todos eles, mas há que ter mao na coisa! LOL

Miss K. disse...

os cigarros da minha vida. também acho. os meus fiéis companheiros... é a única coisa que temos na mão que só acaba quando queremos, e porque queremos, depois de nos dar prazer...