segunda-feira, abril 23, 2007

Que já me esquecia de coisa tão importante, ainda bem que me lembrei a tempo

Ele há coisas do diabo, piores que amigos das vossas amigas terem pastas com os vossos nomes nos seus pc's, e uma delas é ter que se fazer um programa com aquele senhor que não me a'recorda agora o nome (já vou ao google e já escrevo) mas que é maestro e tem um cabelo que não lembra a ninguém (e eu nem sou daquelas que critico o cabelo de quem quer que seja, nunca ninguém viu aqui um postzinho sobre o cabelo do Paulo Bento, e podem pesquisar à vontade que não encontram nada) e usa bengala e já fez um programa com a Bárbara Guimarães, esse ícone da cultura portuguesa. E digo já que para quem estava acordado nesta última madrugada, como era o meu caso, não sei como não cometi o suicidio. Aliás até sei, sei. Sei bem porquê, porque não consegui concentrar o suficiente para tal momento solene (sim, porque uma morte não é assim coisa para se fazer de ânimo leve).


Então:


1ª Observação - A menina que o acompanhava tinha duas opções ou sorria ou abanava a cabeça em jeito de "sim, sim, tem toda a razão, ah-pois-é-já-me-esquecia-disso"
(António Vitorino de Almeida)


2ª Observação - A menina tinha uma 'misola cor-laranja de gola à barca, ja a cair po naufrágio, porque aquilo quase que já tava no cotovelo (e eu que não sou entendida em roupas, sei muito bem que uma gola à barca fica ali apoiada nos ombros... e diga-se que dos ombros aos cotovelos vai uma distância longa.) Pior que isso era ter debaixo dessa 'misolinha de gola à naufrágio um soutien que não sei se preto, mas pelo menos as alças eram pretas. Diz que são cores que resultam muito bem em televisão, principalmente se conjugadas num cinzento das pedras, no verde da relva e no castanho da bengala.


3ª Observação - A bengala que o mestre usa serve para quê? Para mim uma bengala serve para apoiar. Acho que todos nós sabemos que as bengalas são para apoiar, tal qual Dr. House. Bengala não é um acessório para dar estilo. Mas o António acha que sim. Porque quer dizer ele mandava-se pa trás e para a frente e ria e falava da menina do Fausto e isso e a bengala andava sempre pelos ares. Porque a mim não me engana ele. Não precisa e acabou-se. é para dar cenário. Conselho, caro amigo com esse cabelo até podes estar mascarado de Patrick Wilson que não dá. Esquece.


4ª Observação - A menina fala uma vez. Verdade! Ela conseguiu. Entre sorrisos e abanões de cabeça suaves (não fosse o mestre entusiasmar-se e dar com a bengala na tola)a menina relembra a afirmação de Stravinski. Importantissimo pareceu-me pela onda que o maestro fez com os braços e saiem os dois do ecrã por parte incerta. Nunca mais os vi.

4 comentários:

Joana disse...

Uma vez vi uma entrevista do Maestro e sem quere exagerar ele dizia que usava bengala desde os 20 porque acha elegante... para o cenário!
:)

MiSs Detective disse...

SÉRIO???!!! então é mm po estilo. sao estes os maestros que temos!!

Pink Lady disse...

Epá, o Patrick Wilson podia vir de bengala, andarilho ou outro artefacto qualquer... Era o que ele quisesse!

às vezes Ele, às vezes Ela disse...

lol!!!

Linda observação!

;-)
Ele