terça-feira, janeiro 09, 2007

A última boneca do encaixe

Recordei todas as raparigas com quem dormi ou que simplesmente desejei. Vejo-as como bonequinhas russas.Vamos brincando com elas na ânsia de ver a última, a mais pequena, a que se esconde dentro das outras. Não podemos ir logo buscá-la. Primeiro temos que abrir as outras. Temos que as ir abrindo e estar sempre a perguntar-nos:"Será esta a última?"

Como já dizia por aí uma novela que nunca vi "todos nós procuramos alguém".
Nesta fase de auto-análise "eu não posso mais continuar assim" e de tentativa "eu consigo mudar-me" parece-me que todos nós vamos à procura da última e do último.

Tal como escrevi há uns posts atrás... no momento é para sempre. A mim não me parece nada que seja o último boneco de encaixe.

1 comentário:

diacono remedios disse...

conheces a historia da loja de 4 andares que vendia maridos? careful.........