quinta-feira, dezembro 14, 2006

com sabor agridoce

Uma vingança sórdida ou um acto de coragem são 2 possíveis qualificações para o último êxito da literatura portuguesa «Eu, Carolina» escrito por ela própria Carolina Salgado, sem necessidade de mais apresentações.

Ao longo de 155 páginas são feitas várias acusações e insinuações a diversas figuras, umas mais conhecidas do que outras. Certo é que até o Procurador Geral da República, Pinto Monteiro, e a coordenadora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Cândida Almeida, estão a ler a obra em busca de eventuais indícios de crime.
(in Agência Financeira)
Parece que temos aqui mais um daqueles casos bicudos da nossa ilustre situação literária do nosso não menos ilustre país. Parece-me bem que se denuncie e parece bem melhor quando se pode ganhar alguma coisa com isso!!
Portanto apelo aos meus amigos, aqueles que estão em situações de possível ascensão ao sucesso e à fama (e são alguns) tenham medo MUITO MEDO!!!

4 comentários:

:p disse...

não me senti minimamente ameaçado... QUE CHATO!!!

MiSs Detective disse...

pois nao sei, nunca se sabe. mas posso sempre espalhar aquela cena do aviao (e nao falo de sexo na casa de banho do aviao prq isso nao houve) mas logo à entrada, lembras-te????!!!! posso sempre contar aos amigos, eles vao gostar de saber! Porta-te bem, muito bem!!!!

:) disse...

QUE RICA!!!
Lembras-te dakela novela chamada "Telhados de Vidro"???
AH POIX É BÉBÉ!!!

MiSs Detective disse...

nao.. nao era do meu tempo!